Construções Anti Terremotos

Construções Anti terremotos – Japão

Para evitar a devastação causada pelos sismos, os países mais avançados tecnologicamente têm vindo a desenvolver técnicas de construção anti-sísmica, isto é, novas regras e métodos de construção dos edifícios que os tornam mais resistentes aos abalos sísmicos. Países como o Japão e os Estados Unidos da América têm desenvolvido fortemente esforços no melhoramento da resistência dos edifícios às vibrações da crosta provocadas pela brusca libertação de energia, que ocorre quando há um sismo de elevada magnitude.

Como são construídas ?

As leis são muito sérias, e prédios têm que satisfazer um padrão de resistência a terremotos bastante alto. Os anúncios de imobiliária tocam nessa tecla com frequência, e assim como um anunciante de televisão ressalta orgulhosamente uma nova função de seu aparelho, comerciais de imóveis vão mostrar a nova tecnologia anti-terremoto que utilizaram. Muitos prédios têm uma espécie de amortecedor em suas bases de sustentação que, prometem eles, absorve boa parte do impacto. Algo óbvio para um japonês é que quanto mais alto o andar que se estiver, maior será a sensação de abalo.

Tecnologia

O Japão inaugurou nesta terça-feira o primeiro serviço do mundo de alerta precoce contra terremotos, que dará alguns segundos para redes ferroviárias, usinas de emergia e locais sensíveis se prepararem antes de a terra começar a tremer.O sistema desenvolvido pela Agência Meteorológica Japonesa é capaz de detectar os primeiros tremores subterrâneos e estimar sua intensidade antes que as grandes ondas sísmicas atinjam a superfície.

“O maior prazo que o sistema será capaz de fornecer para a evacuação será provavelmente de cerca de 20 segundos, mas mesmo isto será raro. Em muitos casos, os alertas só serão emitidos depois que grandes tremores atingirem a superfície”, disse Makoto Saito, da Agência Meteorológica.

Quarenta e uma organizações se inscreveram para receber o serviço na segunda-feira, informou a Agência.Devido a limitações do sistema de alerta, a agência restringiu os receptores a organizações familiarizadas com a gestão de terremotos, como companhias ferroviárias, usinas elétricas e áreas de construção que podem suspender suas operações automaticamente. O sistema foi testado em agosto do ano passado, quando um alerta foi emitido 14 segundos antes de um grande terremoto para um centro de emergência situado em uma escola na cidade de Sendai (norte). O terremoto, em frente à costa pacífica de Sendai, de 7,2 graus na escala Richter, deixou cerca de 60 feridos no Japão, mas milagrosamente não matou ninguém.

O Japão concebeu uma infra-estrutura criada para suportar terremotos, já que seu território é afetado por 20% dos maiores tremores do mundo, como o que atingiu a cidade de Kobe (oeste) em 17 de janeiro de 1995, que alcançou 7,3 graus na escala Richter, matando 6.434 pessoas.

No novo sistema, a Agência Meteorológica enviará alertas quando captar ondas P, que viajam a uma velocidade de 7 km/seg, e são mais rápidas que as ondas S, que se movem a 4 km/seg e podem causar danos a construções.

Programas de prevenção

A notícia ruim é que os analistas chegaram a um consenso de que a possibilidade de prever com exatidão quando um terremoto ocorrerá ainda está muito longe de virar realidade, portanto o que resta a fazer é se preparar.Nesse sentido, o USGS apresentou algumas das ferramentas utilizadas na prevenção de catástrofes, como o Sistema Sísmico Avançado.

Este programa, desenvolvido conjuntamente com entidades privadas e outras agências governamentais, funciona através da colaboração dos cidadãos para acumular informações sobre as zonas mais suscetíveis de sofrer futuros tremores.

O sistema funciona através de um questionário preenchido na Internet após um abalo. Assim, as pessoas ajudam a elaborar “mapas de intensidade”, que formam um dos instrumentos mais úteis para os geólogos poderem determinar quais as áreas mais seguras para a construção civil.

um dispositivo e colocado em baixo da terra(sensores de movimento msismicos) são revestimentos de Teflon com o qual se cobriu o duto e as passarelas sob o mesmo, no momento em que um terremoto fosse detectado, fosse mandado automaticamente um sinal aos elevadores para que parassem ou um alerta às escolas, muitos riscos seriam minimizados.

Evacuação em massa

Como é importante a preparação e simulação de um plano de contingência ou de emergência de um desastre industrial ou de fenômenos da natureza. A preparação e simulação visam intensificar a conscientização e a preparação da comunidade local ou empresa para situações de emergência.
Numa situação de emergência podemos indagar como o comportamento humano reage durante uma emergência?
■ A situação dele no grupo, experiência passada, e personalidade.
■ Ameaça percebida da situação
■ Rotas de fuga disponíveis
■ As ações de outros que estão compartilhando a experiência
O comportamento pode ser descrito como adaptativo ou não adaptativo, eficaz, ineficaz, altruístico ou agressivamente anti‑social, ou muitas outras ações opostas que compara ações para aumentar ou degradar a chance de sobrevivência individual e que indica quanto do comportamento individual afeta a chance de sobrevivência dos outros.Em situações de emergência e em pânico existem algumas regras de comportamento padrão:
1. As pessoas se movimentam, ou tentam se movimentar, mais rápido que de costume.
2. Os indivíduos começam a se empurrar tornando as interações entre pessoas reais.
3. A movimentação e, em especial, a passagem por gargalos torna-se descoordenada.
4. Nas saídas, pisoteamento e empurra-empurra são observados.
5. Nascem os engarrafamentos.
6. As interações físicas na massa engarrafada crescem, levando a pressões perigosas.
7. A fuga e atrapalhada por pessoas caídas que funcionam como obstáculos.
8. As pessoas apresentam uma tendência a fazer o que os outros fazem.
9. Saídas alternativas passam normalmente despercebidas ou são usadas ineficientemente.
Fonte: Helbing e Molnár (1995),

Comportamento humano diante de uma ameaça
■ Pânico é um fenômeno individual e racional;
■ Cada grupo tem suas características particulares;
■ Pânico só aparece quando se configura uma possibilidade de fuga;
■ Pessoal já acostumado a situações de fuga, e/ou que já se conhece aglomera-se mais facilmente;
■ Num grupo grande a tomada de decisão é mais lenta e o risco menos aceitável;
■ Existe auto-cooperação durante o processo de evacuação.
■ As pessoas mudam seu comportamento de acordo com suas expectativas em relação ao comportamento dos outros.
■ Fatores que aumentam a atratividade de uma saída:
– Aviso de voz com orientação
– Saída conhecida
– Saída iluminada e aberta

Nota-se pelo comportamento humano como é importante a preparação e simulação de emergência;
■ Pessoal já acostumado a situações de fuga, e/ou que já se conhece aglomera-se mais facilmente;
■ Fatores que aumentam a atratividade de uma saída:
– Aviso de voz com orientação
– Saída conhecida
– Saída iluminada e aberta

Na prevenção, planejamento de terremoto no Japão nota-se que as autoridades japonesas procuram trabalhar ou conscientizar as pessoas em grupos formando um elo em cadeia para minimizar o pânico e evitar as decisões precipitadas diante do desastre real.
Em regiões metropolitanas como Tóquio os locais de abrigo já estão determinados e estão preparados especialmente para suportar terremotos de grandes proporções. Os abrigos são, às vezes, em grandes parques ou em pátios de escolas, dependendo de cada região.
Uma boa idéia é deixar combinado com a família e amigos, qual abrigo vai ser utilizado em caso de terremoto.

TV utilidade pública na ocorrência de terremoto
As emissoras de TV, principalmente a NHK, que é do governo, estão conectadas diretamente com a Agência Nacional de Meteorologia. Quando acontece um terremoto, os sismógrafos de todo o país registram a intensidade do abalo em Shindo, que é a escala de medição japonesa e avalia também a Magnitude, que é o sistema internacional. Os aparelhos conseguem localizar também o epicentro dos terremotos. Essas informações são então enviadas automaticamente às redes de TV e aparecem nas telas com todos os detalhes, instantes após os abalos.

Kit-Terremoto
É muito difícil conservar água e alimentos em caso de terremotos. Por isso é aconselhável deixar preparada uma mochila especial para tal situação de emergência, contendo bastante água e alimentos que não estraguem, como por exemplo, enlatados.

Ao manter um kit com equipamentos de primeira necessidade, e primeiros-socorros, a família pode ter garantida sua sobrevivência até que a situação se normalize após um grande terremoto.

Confira alguns itens essenciais para o kit-terremoto e monte o seu:
a) Velas
b) Rádio, com pilhas novas
c) Produtos alimentícios em conservas, como enlatados ou desidratados.
d) Água, lembrando sempre de verificar a validade.
e) Um cobertor impermeável
f) Um fogão portátil e desmontável
g) Uma caixa de primeiros-socorros (anestésico – band-aid, etc)
h) Uma corda resistente
i) Uma lanterna com pilhas novas
j) Cópias dos principais documentos (passaporte, registro de estrangeiro, etc.).
h) Caderneta com os telefones de amigos e familiares (caso perca o acesso ao celular)
i) Moedas de 10 ienes (para usar o telefone público)
j) Uma sacola plástica (serve como balde no caso de ter que buscar água)
k) Filme plástico (na falta de água, se cobrir o prato ou o objeto que estiver comendo, poderá ser utilizado várias vezes)
l) Fósforos e isqueiro
m) Tesoura
n) Capa de chuva
o) Papel higiênico

Lembre-se ainda:
a) Caso tenha crianças acrescentar mamadeiras e fraldas descartáveis.
b) Caso haja idoso, acrescentar o que lhe for necessário, tal como, remédios, fraldas, etc.

Supermercados e lojas do tipo Home-centers oferecem kits prontos ao preço médio de 10 mil ienes. Mas você pode preparar o seu, de acordo com sua preferência.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: